terça-feira, 31 de março de 2015

Yoga em Londres

Sempre frequentei aulas de Yoga e sem dúvida Yoga é o meu desporto favorito e quando se gosta e se pratica dificilmente se deixa de praticar.
No entanto quando comecei a viver a Londres, não foi fácil a minha adaptação e claro continuar com as aulas de Yoga com a frequência que estava habituada, infelizmente!
A pesquisa por aulas de Yoga também não foi a mais rápida, não porque não exista oferta, mas sim pela acessibilidade, disponibilidade e valor das aulas.
O sistema mais comum é pagar por aula o que ronda os 8£, o que não é de facto a minha modalidade preferida, pois cada vez que vou custa-me a pagar e faz-me não ir!
Experimentei em ginásios, como o LA Fitness, mas as condições não me eram muito favoráveis uma vez que teria de ter contracto e nem sequer tinham aulas todos os dias. Depois fui a uma aula experimental no Fitness First, uma vez que era um pouco mais barato, mas não gostei do ginásio para começar, nem as condições eram apropriadas para aulas de Yoga.
Frequentei por algum tempo o Better Gym, ginásios mais baratos, os chamados "Concil Gyms" têm praticamente um pouco de tudo para além de ginásio e as aulas de Yoga também eram boas. Mas dependendo de cada ginásio, suas regras. No que costumava ir, ao pé da minha casa em Bayswater, era horrível conseguir frequentar uma aula, uma vez que teria de fazer uma marcação com quase duas semanas de antecedencia! Ora eu sei lá da minha vida amanhã.... quanto mais para a semana. Ou seja este sistema, para mim, também não funciona. Mas conseguia facilmente ir a uma aula no ginásio de Tottenham Court Roud  por exemplo, tinham uma forma mais fácil de trabalhar e é sem duvida um dos melhores.
Encontrar um centro de Yoga a um valor razoável, também não é tarefa fácil, confesso. No entanto por conveniência encontrei um centro de Yoga o Triyoga no Soho, pois ficava a 5m a pé da minha escola e desta forma ía todos os dias depois das aulas. Pagava 100£ off pick!!! Sem contractos. Mas ía, todos os dias de Segunda a Sexta. Para mim foi a melhor forma até certa altura. Este espaço tem excelentes aulas, mas um pouco pequeno e o pessoal não é o mais simpático. O melhor deste espaço de Yoga é ter uma enorme variedade de tipos de yoga, como o Vinyasa Floor,( um dos meus favoritos) Ashatnga, Iyengar e muitas outras variações. O Triyoga também existe em outros locais como, Camden, Chelsea e Covent Garden. Existem valor mais baratos para contratos. No Triyoga também têm, Pilates e fazem tratamentos. As aulas de Yoga começam entre as 6.00 e 7.00 até 20.00 praticamente a toda a hora do dia. Infelizmente, mais alguns meses e não pude frequentar mais.
Mas claro, não podendo ficar muito tempo parada encontrei outra opção uma vez que estava mais estabilizada, fiz contracto com Virgen Active eles têm aulas todos os dias e são boas. Para além de outras aulas que se pode fazer, uma vez que se é sócio. E eu que adoro um jacuzzi e uma sauna, lá era uma maravilha. Acho que vale o dinheiro, 80£ mensais para frequentar qualquer um.


Restaurantes Vegetarianos em Londres

Vamos falar de comida! Como vegetariana não como sempre em restaurantes vegetarianos, mas adapto-me facilmente a qualquer menu. Pois nem sempre estou com pessoas vegetarianas e nem sempre posso gastar muito dinheiro, como acho que é o caso dos restaurantes vegetarianos! Infelizmente, um bom restaurante vegetariano custa um pouco acima da média e confesso que não entendo bem porquê?! Desta forma como mais em casa, ou encomendo de uma local loja chinesa. ( ou encomendava uma vez que não estou mais em Londres) mas vou mencionar alguns restaurantes que fui e gostei e desta forma recomendo!
De uma forma geral, adoro a atmosfera de um restaurante vegetariano. A simpatia de quem serve e de quem frequenta. O único senão, que quase sempre acontece é o espaço. São na sua maioria muito pequenos e estão super cheios por vezes, eu só vou se não estiver muita gente, normalmente vou sem pressa, num dia de folga a uma hora menos atribulada.
Acrescento que restaurantes Indianos, Libaneses e Turcos também têm várias opções vegetarianas!

Adoro o Tibits, fica em 12-14 Heddon Street uma perpendicular à Regent Street. Ambiente acolhedor e simpático, decoração muito relaxante, espaçoso e tem esplanada.
Food for Thought fica na 31 Neil Street, Covent Garden. Boa comida, ambiente agradável, apenas peca na decoração. Entramos e damos de caras com a cozinha e vamos para a cave onde é a sala.
Vantra Vitao em 25-27 Oxford Street, gosto muito também. Boa selecção de comida, bastante saborosa e sumos naturais muito bons, ambiente rústico e relaxante.
My Village Café 37 Chalk Farm Road, em Camden Town. O pessoal não foi o mais simpático como habitual, mas foi bom ter lá estado e voltarei. A comida é muito boa, a decoração super rústica!

sexta-feira, 20 de março de 2015

Em Malta

Pois é, mudei-me. Desta vez para Malta!

















A pergunta é sempre a mesma. Porquê Malta?
Queria acima de tudo, experimentar uma outra cidade. Claro que não me faltavam escolhas! Mas enumerei as seguintes para Malta:
Bom clima, mar perto, possibilidade de trabalho, habitação mais barata, salário aceitável e tranquilidade. Viver aqui é como no Algarve praticamente, mas sem as belas praias do Algarve, confesso. Calmo no Inverno e super turístico no Verão.
Não há qualquer problema não saber falar maltês, eles falam inglês!

E, olhem só o que eu encontrei!





















As pegadas inglesas, as cabines telefónicas, marcos do correio e até o Palácio de Buckingham a fazer a tradicional troca de guardas!