sexta-feira, 10 de junho de 2016

Procura de trabalho em Portugal

A procura de trabalho em Portugal não é tarefa fácil. Desde há mais de dez anos que os ordenados não sobem e na maioria dos casos até baixaram e a taxa de desemprego sempre a aumentar. Temos um país cheio de licenciados desempregados e a maioria dos postos de trabalho são pagos a ordenados mínimos, que este ano aumentou para 530€.
Trabalhar em Portugal é para jovens, sendo que uma pessoa que passe dos 30 anos começa a sentir a dificuldade em algumas áreas. Não admira que jovens que emigrem já não voltem a Portugal, pois a dificuldade em encontrar trabalho é muito grande nessas faixas etárias.
Contudo, ainda há trabalho, mas faltam empregos!
Então para começar nesta busca há que ter dois fatores muito preciosos, paciência e determinação! Dependendo das áreas que procura pode levar alguns meses até conseguir e isto deve-se também ao processo de recrutamento que é demorado. Após o envio de um CV talvez receba um telefonema na semana seguinte o que é bom. Marcação de entrevista e primeira fase de entrevista, se tudo correr bem será chamado para uma segunda entrevista talvez na semana a seguir, se for finalmente selecionado, na semana seguinte irão contacta-lo. Desde a primeira fase de entrevista até à contratação poderá levar um mês! Não esquecendo também o dinheiro para viagens vai sair um pouco cara a procura de trabalho. Mas calma há também casos de entrada imediata, mas como disse depende das áreas a que se candidata, conforme o cargo ou seja quanto mais elevado mais tempo de seleção.
O que é muito importante para conseguir trabalho em Portugal? Boa apresentação e boa capacidade de comunicação, isto na maioria dos trabalhos, não posso falar por todos.
Principais sites de empregos.

Sapo
Netempregos
Alerta Emprego
Centro de emprego
Expresso emprego
Empregos Online
Indeed
Em alguns casos o OLX também funciona.
Em todos estes casos é necessário fazer registo enviar CV, por isso disponibilizar-se para a busca.

Pode também fazer inscrição em agências de trabalho e elas ajudam a encontrar um trabalhe que se adeque ao seu perfil, mas pode levar mais algum tempo, ou até pode ter a sorte de estar ali um trabalho mesmo à sua espera. A maioria dos trabalhos são temporários, mas é um começo e depois ficar como contratado na empresa onde realiza o trabalho temporário ou que a própria agência tenha sempre trabalho para si. Atenção estas agências têm milhares de candidaturas, tente aprimorar a sua, se encontrar dificuldades também se pode dirigir diretamente ao escritório.
Lista de agências:

Adecco
Egor
Hays
Randstad
Talenter
Hospedeiras de Portugal






quarta-feira, 1 de junho de 2016

Época balnear, Portugal



Abriu hoje a época balnear (em Cascais já abriu deste o dia 01 de Maio) e finalmente boas notícias para o país que já andava a precisar!
Segundo as noticias temos 71 praias com zero de poluição. São praias onde todas as análises feitas ao longo das três épocas balneares completas não detetaram qualquer colónia, quer "escherichia coli, quer enterococos intestinais", só pelos nomes dá para respirar de alívio!
O trabalho de comparação da Zero- Associação Sistema Terrestre Sustentável baseou-se nos resultados das análises disponibilizados pela agência Portuguesa do ambiente ( APA ) referentes às três últimas épocas balneares. 
Uma das maiores preocupações com a desesa da natureza relaciona-se com o plástico deixado nas praias e que depois vai para o mar, material que poluie, ao degradar-se em pequenas partículas, é confundido com alimento e ingerido pelos peixes e aves. Ainda há falta de conhecimento e de preocupação das pessoas neste aspecto. Fica mais uma vez o alerta!
Outro apelo da Zero tem a ver com a preservação da paisagem já que muitas zonas são sensíveis, como dunas, por exemplo.
Vila Nova de Gaia, Porto e Algarve são as zonas com mais praias com poluição zero.
O relatório da Agência Europeia do Ambiente (EFA na sigla em inglês) divulgado na semana passada, refere que as zonas balneares com qualidade excelente são 84,5% do total em Portugal, mas o país ainda tem três casos de má qualidade.
São sem dúvida boas notícias, estamos a caminhar no sentido certo. As praias Portuguesas têm sido muito bem qualificadas em todo o mundo.